22 de out de 2013

Concha acústica: o mais novo projeto do Taquara

Com a finalidade de melhorar o som dos eventos que ocorrem no Bosque da Unesp de Bauru, os alunos de Artes e Arquitetura começaram a planejar um projeto para uma concha acústica. “Foi idealizada inicialmente com a proposta de suprir a demanda de um espaço de convivência cultural. Este cenário hoje em dia é inexistente na realidade da UNESP Bauru e a construção da Concha Acústica viria para tornar vivo novamente este processo”, diz o aluno Matheus Lao, de Arquitetura. A música é um convite para outras formas de expressão artística e é dessa maneira que o Taquara pensa.

A inspiração do projeto veio a partir de observações do grupo Canya Viva, projeto de extensão da Faculdade de Barcelona, que trabalha com caña. 



A proposta inicial desse projeto é que os eventos musicais que acontecem no Bosque pudessem ter maior qualidade sonora, através da reativação do espaço que tem grande capacidade para abrigar eventos desse caráter. Além disso, a integração e a vivência do espaço através do processo construtivo seriam consequências dessa proposta.


O Bosque é um espaço comum a todos os estudantes do câmpus e um projeto como esse, gerará uma convivência harmoniosa entre os estudantes e os eventos que lá ocorrem.

O projeto está em fase de testes físicos e estudo sobre qual será o bambu ideal, após passar por testes padrões, como maquetes. 
Com a construção da Concha Acústica, serão elaboradas oficinas de construção com bambu tanto para a comunidade unespiana, quanto para a comunidade bauruense, uma vez que o Taquara desenvolve ações sociais em diversas localidades na esfera da cidade.  A geração de oficinas de capacitação com construção em bambu será interessante para aprimorar nossos próprios conhecimentos, além de iniciar os interessados também na cultura desta planta e suas infinitas formas de uso.


Texto por: Verônica Teixeira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário