14 de mai de 2012

Projeto Taquara participa de Ato Contra a Corrupção em Bauru

O grupo Taquara participou, no penúltimo sábado (05/05), em Bauru, de um ato contra a corrupção. O evento ocorreu no parque Vitória Régia e o Taquara contribuiu com duas oficinas, uma de pipa e uma de montagem das estruturas em bambu pré-elaboradas pelo grupo. São elas a parabolóide, a geodésica, a origami e a pirâmide.

Origami


Estrutura dobrável inspirada nos origamis. Os seus pilares em V podem aproximar-se ou afastar-se do centro da estrutura, podendo assim aumentar a sua área ou a sua altura. As conexões são feitas com amarras de borracha (câmaras de pneu cortadas em tiras).


Parabolóide


Estrutura desenvolvida pelo grupo cuja cobertura é uma parabolóide hiperbólica (uma superfície tensionada). É feita uma grade de varas de bambu amarradas com borracha e depois, ela toda, é tensionada com a ajuda de uma corda.


Geodésica


Estas cúpulas apresentam extraordinária resistência e leveza. A sua estrutura consiste em barras de qualquer material, e o domo pode ser feito em qualquer tamanho, desde que o tamanho das suas barras sejam calculadas corretamente.
A sua resistência deve-se ao formato esférico, e aos triângulos que compões sua estrutura. Qualquer força aplicada no domo se distribui igualmente até sua base, assim como os arcos na engenharia e arquitetura.


Pirâmide


Inspirado em uma antiga brincadeira de criança, subir em árvores , a pirâmide de exercícios tem como proposta o desenvolvimento da consciência corporal, flexibilidade, alongamento, força e concentração.
Criado por Marcelo Rio Branco dentro dos conceitos da Integral Bambu, que busca o autocuidado e a longevidade funcional. A atividade consiste em movimentar-se por uma estrutura de bambu e pelo chão, sempre com a possibilidade de recriar os instrumentos e os movimentos.


O Ato Contra a Corrupção

Organizado pelo grupo Conexão Cidadã – Consciência sem Limites, este foi o primeiro evento de muitos que o grupo pretende promover. Tem como objetivo despertar o senso crítico do cidadão para os problemas públicos e, assim, instigar a participação dessa população nos assuntos políticos e representativos em forma, principalmente, de fiscalização da transparência e competência dos políticos eleitos.



Juntamente à BATRA (Bauru Transparente) o grupo aproxima o cidadão da possibilidade de combate à corrupção pela restrição da área de atuação do corrupto.


Veja mais fotos do evento aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário